oalmirante @ 15:34

Ter, 10/05/11

Ermesinde, 10 de Maio de 2010

 

Ultimamente, não tenho acompanhado a actualidade política, mas por motivos pessoais tenho acompanhado a recepção que as pessoas têm da campanha eleitoral. Nenhuma. As pessoas não estão minimamente preocupadas com as eleições legislativas, porque independentemente do vencedor das eleições, e das coligações pós-eleitorais, quem vai mandar no povo português são os credores. De pouco interessa “Defender Portugal” ou “Mudar Portugal”, os dois autores destes slogans são os responsáveis por estarmos na penúria.

O que seria mesmo urgente era fazer uma reforma séria aos partidos políticos, talvez uma refiliação e algumas alterações nos estatutos. Tudo medidas que visassem uma maior qualidade e participação mais independente dos militantes na vida politica. Embora, estas alterações devessem ser impostas pelo tempo, a conjuntura impõem que sejam agora.



Maio 2011
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

23
24
25
26
27
28

29
31


Espiões
Radar
 
Vídeos

"We shall go on to the end, we shall fight in France, we shall fight on the seas and oceans, we shall fight with growing confidence and growing strength in the air, we shall defend our Island, whatever the cost may be, we shall fight on the beaches, we shall fight on the landing grounds, we shall fight in the fields and in the streets, we shall fight in the hills; we shall never surrender (...)"

blogs SAPO